Sessão Comemorativa Cineclube Bamako – 9 Anos

Somos ativistas negres, feitos de audiovisual.

O audiovisual negre nos abriu perspectivas transformadoras e transformações valorosas, onde pudemos ser coletivo e individual. Refletimos sobre quem somos, para onde vamos e como iremos. Nesses nove anos de estrada, aprendemos e reaprendemos em todas nossas ações, sejam elas cineclubistas, pedagógicas ou de produção audiovisual. Aqui diminuímos angústias, ampliamos escutas e olhares, somos mais fortes. 

Como aprender e reaprender faz parte de nossa história, queremos seguir estradas não trilhadas ainda por nós, estradas onde a humanidade também está a cada dia descobrindo novos olhares e perspectivas, queremos abordar temas ainda pouco conhecidos e aprofundar as aprendizagens sobre temas que já debatemos.

Nossa nova temporada será iniciada pelo tema capacitismo, que é a opressão e a discriminação praticada contra a pessoa com deficiência. Trazendo o olhar e a escuta da negritude sobre esse tema, fazemos alguns questionamentos: 

Como é conviver com o racismo e com o capacitismo ao mesmo tempo? 

Como a sociedade poderia repensar sua estrutura para lidar com corpos negros que sofrem diversas outras opressões?

São questões que serão debatidas*, e quem sabe respondidas, pelas pessoas que sentem isso na pele, pois respeitamos o lugar de fala! Também discutiremos sobre as questões de gênero e sexualidade em corpos negres diversos, corpos que resistem e re-existem.

Esperamos vocês na sessão de comemoração de nove anos do Cineclube Bamako, celebrado em 11 de Julho, vamos aprender juntes, em coletivo.

*O debate no dia 11/07 às 15h, terá caráter formativo e haverá emissão de Certificado. Para se inscrever preencha o formulário clicando AQUI

CONVIDADES:

Odailta Alves (Debatedora) – Odailta Alves (1979), mulher negra, lésbica. Escritora, educadora, atriz e ativista dos Direitos Humanos, com ênfase em práticas antirracistas. Nasceu na favela de Santo Amaro (Recife/PE). Possui Mestrado em Linguística pela UFPE e é concursada na Secretaria de Educação de PE. Tem 6 livros publicados: Clamor Negro, Cativeiro de versos, Letras Pretas e Nenhuma Palavra de Amor (poemas), Escrevivências e Pretos Prazeres (contos).

Liu Dias (Debatedor) – Nascido em São José do Belmonte, criado na capital, Recife, Liu Dias é mestre de côco de sala, poeta, compositor e enxadrista. Há sete anos carrega com o orgulho o título de Mestre de côco de sala, tendo participado de diversos grupos culturais.

Cora Fagundes (Realizadora) – Cora Fagundes, 29 anos. Estudante de psicologia, atriz em formação, roteirista e produtora cultural. Se considera a(r)tivista, acreditando em um fazer artístico e sociopolítico, que dê voz as narrativas negras em diáspora.

SINOPSES

Aleijo – Ficção, Cora Fagundes, PE, 2021, 1’

 O curta é o resultado de uma atividade proposta, após uma oficina de introdução ao audiovisual pelo celular. Foi meu primeiro trabalho relacionado ao audiovisual, embora já escrevia roteiros para Teatro. O curta “Aleijo” é do ano de 2021. Baseado no conto Aleijo, do livro Pretos Prazeres, da escritora pernambucana Odailta Alves, o curta “Aleijo” conta a história de Dandara, mulher negra e que utiliza cadeira de rodas, e é pega no flagra no ato da traição em uma de suas aventuras amorosas. Pretende-se alavancar algumas reflexões em relação aos corpos invisibilisados e afetos das mulheres negras, periféricas, bissexuais e cadeirantes, além de trazer uma subversão para o significado da palavra aleijo.

A Pequena Vendedora de Soleil – Ficção, Djibril Diop Mambéty, Senegal, 1999, 45‘

Sili Laam (Lissa Balera) é uma destemida menina deficiente do Senegal. No local onde vive, a venda de jornais é uma atividade feita exclusivamente por meninos. Mas, em uma certa manhã, Sili decide ignorar esta regra e passa a vender cópias do Soleil, o jornal do governo, irritando os “concorrentes” do sexo oposto.

Grigris – Ficção, Mahamat-Saleh Haroun, Chade/França,2013,101‘

Grigris é um jovem de 25 anos de idade, sem movimento em uma das pernas. Apesar disso, ele sonha em se tornar dançarino. No entanto, quando seu tio contrai uma doença grave, ele abandona o sonho da dança e aceita trabalhar para traficantes de combustível para conseguir dinheiro.

Confira o Registro Sessão Encantarias!

Bom dia! Na segunda-feira passada (22/03/2021) às 15h tivemos o debate da Sessão Encantarias, uma ação organizada através da parceria do Cineclube Bamako com o festival Semana de Cinema. Na atividade de curadoria expandida deste evento – a Semana Semana -, fomos convidades a organizar a curadoria e o debate baseado nos filmes escolhidos, realizados por pessoas oriundas de comunidades quilombolas.

Entre os dias 17 e 23/03 foram exibidos os filmes Terra de Encantados (Itapecuru Mirim-MA) e Não Mexa em Coisa Sagrada (Mirandiba-PE). E para o debate, tivemos as realizadoras do curta maranhense: Dayanne Santos e Anacleta Pires; a produtora do curta pernambucano, Aline Maria, representando es realizadores do Coletivo Ficcionalizar; e na mediação, nossa companheira de Cineclube Bamako, Fabiana Maria.

Confira os dois filmes da Sessão Encantarias, e, logo abaixo, o registro do debate:

Playlist dos Filmes Sessão Encantarias

Debate Sessão Encantarias

Oficinas de Design e Audiovisual para Coletividades Negras

Nos dias 09 e 11/03, das 15h às 18h, aconteceu a oficina de Introdução ao Design em Mídias Móveis para Coletividades Negras. Utilizamos principalmente o aplicativo Canva, editor gráfico gratuito que permite desenvolver composições para produção gráfica, redes sociais, animações, entre outras possibilidades.

Realização: Bamako Produção
Facilitador: Gabriel Muniz
Incentivo: Lei Aldir Blanc – Porto Alegre/RS

Nos dias 16, 17 e 18/03, das 15h às 18h, aconteceu a oficina de Introdução ao Audiovisual em Mídias Móveis para Coletividades Negras. Trabalhamos como ferramentas, os recursos de câmera de smartphones / tablets; de alguns aplicativos de captação de som (Wavepad) e de edição de vídeo (Inshot, Capcut).

Realização: Cineclube Bamako
Facilitador: Gabriel Muniz
Incentivo: Lei Aldir Blanc – Porto Alegre/RS

Acesse os Slides das Aulas:

Design Aula – 01

https://www.canva.com/design/DAEYNQzDo7o/MlPpyO5CVMeZ2_j3z9crAg/view?utm_content=DAEYNQzDo7o&utm_campaign=designshare&utm_medium=link&utm_source=homepage_design_menu

Design Aula – 02

https://www.canva.com/design/DAEYaO-2EOc/N5NQiGmDXW0SaUjPzhM39Q/view?utm_content=DAEYaO-2EOc&utm_campaign=designshare&utm_medium=link&utm_source=homepage_design_menu

Audiovisual Aula – 01

https://www.canva.com/design/DAEY8N9iVZY/c9pZd7bn9bevq5GS_pcbWw/view?utm_content=DAEY8N9iVZY&utm_campaign=designshare&utm_medium=link&utm_source=homepage_design_menu

Sessão Encantarias – Semana Semana convida Cineclube Bamako

SESSÃO ENCANTARIAS

O Cineclube Bamako orgulhosamente apresenta uma sessão mais do que especial: Atendendo ao convite do evento Semana de Cinema (RJ) participaremos de sua atividade de curadoria expandida  – a Semana Semana, que acontecerá entre os dias 17 e 23 de março. Esta é mais uma ação em parceria, que vem para ampliar as articulações cineclubistas com outros estados do Brasil.

A nossa curadoria, organizada por integrantes do Bamako em Porto Alegre-RS, Olinda-PE e Rio de Janeiro-RS, propôs uma sessão com dois filmes produzidos por realizadoras de comunidades quilombolas de Itapecuru Mirim-MA e de Mirandiba-PE. A intitulada Sessão Encantarias exibirá os curtas Terra de Encantados, de Dayanne Santos e Anacleta Pires (MA); e Não Mexa em Coisa Sagrada, do Coletivo Ficcionalizar (PE).

Nosso intuito é dialogar sobre a potência das narrativas produzidas a partir do olhar e da escuta de quem vive os territórios quilombolas, suas lutas políticas, percepções de mundo e manifestações culturais / espirituais. Para isso, convidamos as realizadoras maranhenses Dayanne Santos, Anacleta Pires e a produtora pernambucana Aline Maria para um debate mediado pela nossa companheira do Bamako, Fabiana Maria, que acontecerá na segunda-feira 22/03, às 15h.

A Sessão Encantarias acontecerá em formato virtual de forma aberta à participação e às perguntas do público durante o debate. Chegue junto e aprecie este momento de difusão e fortalecimento de narrativas independentes sobre tradições ancestrais em constante luta por afirmação de seus modos de ser e de bem viver.

ASSISTA OS FILMES AQUI

DEBATE 22/03/2021, ÀS 15H:

MINIBIO (Mediadora, integrante do Cineclube Bamako)

FABIANA MARIA – Natural do Recife-PE e cidadã de Olinda-PE, reside atualmente em Olinda-PE. Possui graduação em Pedagogia pela Universidade de Pernambuco (UPE) e especialização em Mídias na Educação pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Atualmente é professora de dedicação exclusiva na Prefeitura de Olinda, na Escola Municipal em Tempo Integral Dom João Crisóstomo, desenvolve projetos educacionais, com a temática negro/indígena, educação e audiovisual. Desde 2012 atua no Cineclube Bamako e enquanto cineclubista participou como jurada em diversos festivais audiovisuais em Recife/Olinda-PE, escritora de dois livros infantis ainda não publicados e em 2018, realiza seu primeiro documentário, Cabelos de Redemoinhos.

MINIBIO (Realizadoras, Terra de Encantados)

DAYANNE DA SILVA SANTOS – Mulher negra, educadora popular, poeta, socióloga, ativista e de terreiro (Tambor de Mina). Integrante do Grupo de Estudos: Desenvolvimento, Modernidade e Meio Ambiente (GEDMMA/UFMA); Coordenadora do Coletivo Encontros Marginais e integrante do grupo de mulheres negras de Porto Alegre/RS Pretambor. 

ANACLETA PIRES DA SILVA – Mulher negra, quilombola, educadora popular, defensora popular de direitos humanos e da natureza, lavradora, poetisa, coureira, compositora e cantora, instrumentista, nascida e criada no Território Quilombola de Santa Rosa dos Pretos, Itapecuru-Mirim/Maranhão e integrante do Grupo de Estudos: Desenvolvimento, Modernidade e Meio Ambiente (GEDMMA/UFMA). Filha de mãe África, descendente de escravizados e escravizadas nas senzalas.

MINIBIO (Realizadora, Não Mexa em Coisa Sagrada)

ALINE MARIA DA SILVA – Natural e Residente da cidade de Mirandiba, sertão central de Pernambuco, domiciliando no Quilombo Pedra do Amolar. Possui graduação em Serviço Social pela (FACHUSST), e pós-graduação pela AEG Consultoria em políticas públicas com ênfase em saúde. Educadora por vocação e formação, até o ano de 2020 lecionou no Programa do Estado de Pernambuco – Projovem Urbano. Colaborou na elaboração das Diretrizes Curriculares da Educação Escolar Quilombola de Mirandiba. Exerce funções junto ao Centro de Cultura e Cidade Zumbi dos Palmares realizando diversas modalidades como também produção e articulação, no projeto Ficcionalizar no Quilombo/ projeto audiovisual de produção documental.

Mais Informações:

Os filmes estarão disponíveis no canal do Youtube da Semana até o dia 22 de Março, próxima segunda-feira, quando também ocorrerá o debate às 15h com as diretoras e convidadas.

As artes desta edição foram feitas por Rayno (Aldeia Nova), Poteí Juma (Aldeia Juma) e Kanynary (Aldeia Itximitary) parceiros da Semana Semana na Amazônia.

Mais informações:
semana.art.br

Divulgação do Resultado da Seleção

Na próxima sexta-feira faremos aqui no nosso site a divulgação da lista das candidaturas selecionadas para cada oficina. Tivemos pessoas interessadas de vários lugares do país e acreditamos que as trocas de conhecimento serão bastante ricas, além do contato e possíveis articulações.

Após a divulgação, solicitaremos a confirmação da participação nas oficinas através do envio de alguns dados. Entraremos em contato com as pessoas que se candidataram para isso. Estamos bastante animados em compartilhar esses conhecimentos e também aprender um pouquinho com cada participante.

Agradecemos as pessoas interessadas. Vamos nessa fazer um encontro de trocas potentes. Axé!

ATUALIZADO – SAIU A LISTA!!!

OFICINA DE INTRODUÇÃO AO DESIGN EM MÍDIAS MOVEIS

ADRY SILVA – PORTO ALEGRE/RS

ALINE DAS MEREZ GOMES COSTA – SALVADOR/BA

ANTONIO FRANCISCO – BOM JARDIM/MA

CAROLINE SILVA DE JESUS – SALVADOR/BA

DAYANNE DA SILVA SANTOS – PORTO ALEGRE/RS

FABIANA MARIA – OLINDA/PE

HELLEN STEPHANYE ROSA DE OLIVEIRA – BRASÍLIA/DF

LAIS ALANNA SILVA SANTOS – SÃO LUÍS/MA

LETÍCIA MENEZES – SALVADOR/BA

LUIS ROGERIO MACHADO CAMILO – PORTO ALEGRE/RS

MARIA APARECIDA DA SILVA LEITE – QUILOMBO RAMPA/MA

MICHELLE LIMA DO NASCIMENTO – NOVA IGUAÇU/RJ

MOISÉS DA SILVA PAES BARRETO – PAULISTA/PE

NADIA REJANE PACHECO PADILHA – PORTO ALEGRE/RS

PEDRO COSTA – SALVADOR/BA

RAYANNE BEZERRA – SÃO LUÍS/MA

TAÍSA DE SOUSA FERREIRA – SALVADOR/BA

VICTORIA ALVARES – RECIFE-PE

WELLITA DOS ANJOS CARDOSO – VARGEM GRANDE/MA

OFICINA DE INTRODUÇÃO AO AUDIOVISUAL EM MÍDIAS MOVEIS

ADRIANA GONZAGA DE LIMA DOS SANTOS – RECIFE/PE

ADRY SILVA – PORTO ALEGRE/RS

ANA CLÁUDIA LINS BORGES – JABOATÃO DOS GUARARAPES/PE

ANTONIO FRANCISCO – BOM JARDIM/MA

AYANA CONDE Y MARTIN DE SOUSA – PAULISTA/PE

CARLOS GUILHERME – VIAMÃO/PE

CAROLINE SILVA DE JESUS – SALVADOR/BA

DANDARA CONDE Y MARTIN DE SOUSA – PAULISTA/PE

DAYANNE DA SILVA SANTOS – PORTO ALEGRE/RS

FABIANA MARIA – OLINDA/PE

LÁZARO DE OLIVEIRA EVANGELISTA – PORTO ALEGRE/RS

LIDYANE LIMA DOS SANTOS – SÃO LUÍS/MA

LUCIANA DE SOUZA MATIAS – BELO HORIZONTE/MG

LUIS ROGERIO MACHADO CAMILO – PORTO ALEGRE/RS

MARIA APARECIDA DA SILVA LEITE – QUILOMBO RAMPA/MA

MICHELLE LIMA DO NASCIMENTO – NOVA IGUAÇU/RJ

MOISÉS DA SILVA PAES BARRETO – PAULISTA/PE

NADIA REJANE PACHECO PADILHA – PORTO ALEGRE/RS

PEDRO COSTA – SALVADOR/BA

WELLITA DOS ANJOS CARDOSO – VARGEM GRANDE/MA