A África que eu imagino

Recife, Mirandiba, Triunfo, Tracunhaém – 2017

Sinopse

Ficha Técnica

Um resgate das conexões entre África e seus descendentes em terras pernambucanas através de imaginários, da herança cultural e do cinema. O documentário mostra as atividades do projeto Cines Africanos Fazendo Milagres que discutiu, junto a populações negras, estereótipos e imagens sobre os povos e países africanos a partir da visão do cinema. Exibições, oficinas e performances se misturam em vivências realizadas nas cidades de Mirandiba, Triunfo, Tracunhaém e Recife para compor um panorama de afetos, identidades, conhecimento, e partilha de experiências. A África que eu imagino é uma parceria entre o Fazendo Milagres Cineclube e o FICINE – Fórum Itinerante de Cinema Negro, com financiamento do Baobá – Fundo para Equidade Racial.

Equipe Cines Africanos Fazendo Milagres Éthel Oliveira / Janaína Oliveira / Ludimilla Carvalho / Natália Lopes / Raquel Santana (todas as realizadoras são mulheres negras) Imagens Éthel Oliveira / Natália Lopes Imagens adicionais Ludimilla Carvalho Fotografias Raquel Santana Montagem e finalização Éthel Oliveira / Natália Lopes Oficinas realizadas nas cidades de Mirandiba, Tracunhaém, Triunfo, Taquaritinga do Norte e Recife entre janeiro e junho de 2017

Contato?

Link?


“Adicione um depoimento de alguém que adora seus serviços.”

Maria da Silva

Contate-nos

Rua 1
Cidade,, SP 10100
Brasil
%d blogueiros gostam disto: